Cólicas do bebê

Mamãe, aprenda como a tratar a cólica do seu bebê: http://www.macetesdemae.com/2015/06/colicas-no-recem-nascido-por-que-ela-acontece-e-como-trata-la.html

 

A cólica é aquele desconforto abdominal que muitas vezes causa, além do incômodo, certa dor. Assim como para nós, adultos, ela também tira o bom humor dos bebês. Ela aparece ainda nas primeiras semanas de vida e em geral melhora entre o terceiro e o quinto mês. Os piores momentos são no final do dia até o início da noite, quando parece que aquele choro sofrido do seu bebê não vai parar nunca (se bem que o Leo tinha a cada doze horas, foi realmente uma aventura). Mas antes de pensar no que fazer, compensa entender mais sobre esse grande terror das casas com recém-nascidos.

Existem muitas teorias sobre o que causa cólicas nos bebês, inclusive uma que fala de uma bactéria chatinha que pode ser a grande vilã da história, mas as pesquisas sobre isso ainda estão no comecinho e nada indica que só ela seja a causadora dessa dor. Uma outra hipótese muito aceita é a de que o sistema digestivo do bebê ainda não está totalmente pronto e desenvolvido e, por isso, não consegue coordenar bem os movimentos peristálticos do sistema digestivo – aqueles que nosso intestino faz para expulsar as fezes e gases. Essa falta de “ritmo” causaria o desconforto todo.

A alimentação também tem influência. Se o bebê engole muito ar enquanto mama pode ter muitos gases incômodos na barriga. Para evitar, sempre coloque-o para arrotar e também observe se ele pega direito o bico do peito ou mamadeira, se a boquinha está abocanhando todo o bico e não deixa entrar ar. Ah, claro. A sua alimentação, caso dê o peito, também tem importância e o raciocínio é simples: se o alimento causa gases em você, vai passar pelo seu leite e causar no seu filho também. Os mais conhecidos são feijão, chocolate, leite de vaca e derivados.

Além destes cuidados, há algumas coisas que você pode fazer – e outras que não são mais do que mitos – para aliviar as cólicas. A primeira delas é saber se o choro é de cólica mesmo, né? Elimine as outras possibilidades: fome, fralda molhada, frio, calor, sono. Não é nada disso e ele se contorce muito, fica com o rostinho vermelho de tanto chorar e faz uma expressão doída? Parta para a ação:

  • Dê carinho – Pegue seu bebê no colo, dê segurança, nine. Este não é o momento de deixá-lo sozinho no berço. Sua pele e seus movimentos dão conforto e ajudam a calmar tanto ele como você
  • Faça massagens – pode ser só com a mão ou com algum óleo específico para bebês. Mexer na barriga com jeito ajuda os gases a se movimentarem e seu bebê com certeza ficará mais feliz depois de soltar alguns puns.
  • Use bolsinhas quentes – além da de água quente, há outras que vão no micro ondas e ajudam a aliviar o desconforto. Falo delas aqui e ensino como fazer uma em casa.
  • Faça um “charutinho” de bebê – eles adoram ficar bem seguros e aí é só embalar e esperar isso passar. E o pai pode assumir o colo também. Com o Leo funcionava muito bem e eu ensino aqui.