Revista Fotografe Melhor: Guia Especial de Newborn – Laura Alzueta

Dicas para produzir boas imagens de newborn: Aprenda as técnicas básicas e quais os acessórios adequados para produzir ensaios com segurança.

O profissional deve estar habilitado para saber como relaxar o bebê e deixá-lo nas poses seguras para o ensaio.

 

Registrar alguns momentos dos primeiros dias de vida de um bebê adormecido, em poses inusitadas e cenários delicados, é uma tarefa que exige técnica, conhecimento e bom senso. Com o crescimento dos ensaios de newborn no brasil, muitos fotógrafos passaram a oferecer esse serviço, tanto em estúdio quanto na casa da cliente. Logo, é importante que o profissional saiba usar a técnica correta para relaxar a criança, assim como tenha habilidade para manipular o bebê. Além disso, é necessário ter cuidado com os acessórios e o ambiente, que devem ser higienizados, confortáveis e seguros. A questão da segurança da criança durante o ensaio, aliás, é fundamental.

 

Ninando o bebê

 O segredo do sucesso de um ensaio é que a criança esteja relaxada, bem alimentada e em sono profundo. Isso permite que seja facilmente manipulada e colocada na posição desejada. Existem diversos métodos para esse objetivo. Um deles é contar com um ambiente aquecido, ajustado em temperatura entre 260 c e 290 c.

Mas é importante atentar para o metabolismo de cada criança. Se o fotógrafo notar que o bebê está transpirando muito, há o risco de ele desidratar. Por isso, manter um umidificador no set é bom para regular o nível de umidade do ar. Além disso, um aparelho emitindo ruído branco (white noise), ou seja, um som constante, parecido com o de um secador de cabelos ligado, funcionará como tranquilizante durante a sessão de fotos.

Para garantir um sono sereno, o bebê pode ser ninado pelo fotógrafo. Isso pode ser feito no colo emitindo um “shhhhh” constante. o uso de uma chupeta também é outro truque para relaxar a criança durante a ninada. O wrap (um tecido macio e elástico que serve para envolver o bebê) pode ajudar no processo de confortar e segurar a criança. o bebê enrolado no wrap vai bem em fotos com os pais, em props (nome dado aos adereços especiais para colocar o bebê) e no pufe.   

 

Ninho seguro

É recomendado realizar um ensaio de newborn com bebês entre 5 e 15 dias de vida. Esse é o período em que geralmente eles estão mais calmos, dormem mais e têm menos cólicas, além de serem mais flexíveis – por outro lado, são mais sensíveis e delicados.

Com essas considerações, deve-se colocar a criança em locais confortáveis e que não ofereçam risco, optando por acessórios em que a cabeça fique mais levantada em relação ao corpo. Fora os props, existem ainda rolinhos apropriados para ajudar no posicionamento.

Mantas, xales e tecidos suaves (conhecidos como layers por quem é do meio) são outros itens bastante utilizados para deixar os props confortáveis e seguros para que a pele do bebê não entre em contato direto com o material dos quais são feitos os acessórios.

Além de criar um aspecto mais gracioso, as layers são colocadas dentro de caminhas, caixotes e cestos, e devem ser feitas de material antialérgico. Nas lojas especializadas em produtos para o segmento de newborn, existem opções diversas de layers prontas, tais como tranças produzidas em lã de carneiro pura, mantas de pelo alto e felpudas feitas de tricô.

Produtos artesanais, feitos em casa, também são ótimos para deixar o trabalho mais original. Uma dica é garimpar em lojas populares e de tecido com um olhar clínico, considerando estética, maciez e segurança do material.

Vale lembrar que, como as fotos são relizadas com o bebê sem fralda, é comum a criança fazer cocô sobre as layers. Um macete para evitar que o “acidente” afete todas as camadas de mantas é usar um plástico entre uma layer e outra – ou uma manta absorvente especial vendida em lojas especializadas no segmento.

 

Acessório Curinga

O pufe é um dos acessórios de cena mais seguros para acomodar o bebê. Ele pode ser girado delicadamente durante a sessão, posicionando a criança no ângulo desejado, além de proporcionar a fácil transição de poses sem incomodar muito o bebê. Nas lojas especializadas, o pufe é vendido em diversos tamanhos. Os diâmetros começam em 80 cm e vão até 1,20 m, variando entre 20 cm e 50 cm de altura. Geralmente são feitos em couro sintético e têm fecho de zíper resistente, o que facilita a limpeza.

Os recheios mais recomendados para preencher um pufe são as pérolas de poliestireno (pequenas bolas de isopor). Essas pérolas devem ter entre 4 mm e 5 mm. É só esse tipo de enchimento que vai garantir firmeza e maciez adequadas, tornando o pufe moldável, gerando o efeito memória, que faz o formato e o encaixe perfeito do bebê em cima do acessório – as pérolas custam mais caro, mas são um investimento que vale a pena. Outros materiais mais comuns, como espuma, estofo ou farelo de isopor, podem ser prejudiciais ao bebê por liberarem micropartículas de pó.

 

Higienização

Fotografar recém-nascido exige cuidados redobrados. Quem trabalha no segmento precisa no mínimo tomar a vacina da gripe anualmente. Também é necessário ter atenção com a higiene das mãos. O ideal é usar álcool gel a 70% com hidratante.A limpeza deve ser feita antes de tocar ou pegar o bebê no colo, antes e depois de trocar a fralda, após tocar em superfícies diversas e antes de oferecer mamadeiras ou chupeta.

Depois da sessão o ambiente deve ser higienizado, assim como a câmera, as lentes e todos os materiais utilizados – a sugestão é usar desinfetante bactericida. Outro procedimento é lavar tecidos, mantas e roupinhas usadas na sessão. Mesmo que não estejam aparentemente sujinhos, os bebês recém-nascidos descamam. A limpeza deve ser feita sempre com sabão neutro.

 

Para mais informações acesse: https://lauraalzueta.com.br/ | @lauraalzuetaphotography

https://www.facebook.com/LauraAlzuetaPhoto/

 

Matéria: Livia Capeli

Fonte: Revista Fotografe Melhor . nº262 | ano.22