Pré Cadastro

Obrigado por querer fazer parte da nossa comunidade!

Este é o primeiro passo para você se tornar um membro associado. Após o cadastro neste formulário você será encaminhado para a Ficha de Inscrição.


Free - R$0.00 Vitalício
Pré Cadastro
 Concordo em usar o selo da ABFRN em meu site. 

Ao acessar o website da ABFRN, o usuário automaticamente concorda com as práticas descritas abaixo:

1. Aceitação dos Termos e Condições de Uso

O uso do website www.abfrn.com.br (a partir de agora denominada site) oferecido pela ABFRN está condicionado à aceitação e ao cumprimento dos Termos de Uso descritos abaixo. Para fazer uso do site é preciso ler atentamente os termos descritos e concordar expressamente com eles, além de informar endereço de e-mail válido para fins cadastrais.

O site está disponível para aqueles com capacidade civil para acessá-lo. A ABFRN se reserva ao direito de alterar estes Termos de Uso sem aviso prévio.

Ao aceitar estes Termos de Uso serão aceitas também as Práticas Profissionais e de Segurança recomendadas pela ABFRN.

2. Cadastro

O Usuário se responsabiliza pela veracidade de todos os dados fornecidos ao site no momento de seu cadastro e em qualquer atualização que venha a ser feita no futuro. A exatidão e veracidade de todas as informações que o Usuário dispõe são necessárias e obrigatórias. Em  caso de fraudes, o Usuário será acionado nos termos da Lei e responsabilizado pelos seus atos.

É dever do Usuário manter seus dados sempre atualizados para a devida utilização do site.

É permitido somente um único cadastro por Usuário.

É necessário o preenchimento de todos os campos obrigatórios no cadastro.

O Usuário declara no ato do seu cadastramento no site que sabe que seu login e senha, os quais vierem a ser escolhidos, são únicos, intransferíveis e pessoais, e devem conter obrigatoriamente e-mail de contato válido e atualizado. O Usuário se compromete a não informá-los a terceiros, responsabilizando-se exclusiva e pessoalmente pelo seu uso.

O Usuário não pode utilizar palavras que atentem à moral e aos bons costumes, ou sejam ofensivas para criar seu login, bem como não pode utilizar também marcas de terceiros, nomes de entidades e organizações, nomes protegidos por direitos autorais ou que violem quaisquer direitos de terceiros, sob pena de terem o seu cadastro anulado pela ABFRN.

3. Utilização do site

O Usuário reconhece que é responsável por quaisquer informações falsas que possam ser prestadas para a utilização do site. O Usuário isenta a ABFRN de qualquer responsabilidade quanto à veracidade dos dados pessoais fornecidos por ele quando do uso do site.

O Usuário reconhece, ainda, que estes Termos de Uso do site oferecidos pela ABFRN devem ser observados e fielmente cumpridos, sob pena de cancelamento do cadastro ou bloqueio de utilização do site, além de torna-lo passível de sofrer todas as medidas cabíveis, caso os mencionados Termos de Uso forem violados ou descumpridos.

4. Registro e Sigilo de dados pessoais

Para saber sobre registro e privacidade dos dados pessoais informados pelo Usuário é necessária a leitura da Política de Privacidade.

5. Regras de conduta de uso do site

O Usuário do site da ABFRN se compromete a não utilizar o site para a publicação, criação, armazenamento e/ou divulgação de:

• Conteúdo abusivo, como textos, fotos e/ou vídeos que tenham caráter difamatório, discriminatório, obsceno, ofensivo, ameaçador, abusivo, vexatório, prejudicial, que contenha expressões de ódio contra pessoas ou grupos, ou que contenha pornografia infantil, pornografia explícita ou violenta, conteúdo que possa ser danoso a menores, que contenha insultos ou ameaças religiosas ou raciais, ou que incentive danos morais (incluindo os corporais) e patrimoniais, ou que possa violar qualquer direito de terceiro, notadamente os direitos humanos;

• Banners publicitários e/ou qualquer tipo de comércio eletrônico.

• Qualquer tipo de material (textos, fotos e/ou vídeos) protegido por direitos autorais, copyright ou que, por qualquer razão, violem direitos de terceiros;

• Informações difamatórias e caluniosas ou que sejam contrárias à honra, à intimidade pessoal e familiar ou à imagem das pessoas (inclusive de pessoa jurídicas, entidades e organizações e ela equiparadas);

• Material que incite à violência e à criminalidade, bem como à pirataria de produtos;

• Conteúdo que provoque, por suas características (como extensões e formatos de arquivos), danos ao sistema da ABFRN;

O Usuário concorda que, ao usar o site, não irá:

• Violar qualquer um dos itens pertencentes a estes Termos de Uso;

• Praticar falsidade, assim entendidas a falsidade de informações (i.e: divulgação proposital e voluntária de informações que o Usuário saiba ser falsa ou que sejam notoriamente falsas) e a falsidade ideológica;

• Publicar ou transmitir qualquer conteúdo abusivo ou ofensivo nos comentários;

• Replicar ou armazenar conteúdo abusivo nos servidores da ABFRN;

• Fazer qualquer coisa ou praticar qualquer ato contrário à boa-fé e aos usos e costumes das comunidades virtuais e que possam ofender qualquer direito de terceiros. Por violação aos usos e costumes de comunidades virtuais também deve ser entendido o uso excessivo de texto em letras maiúsculas, uso de críticas ofensivas (conhecidas como “flamming”), a inclusão desnecessária e imprudente de comunicações anteriores em qualquer publicação ou transmissão, bem como qualquer outro ato que esteja em desacordo com a etiqueta da Internet comumente aceita;

• Cometer qualquer tipo de fraude;

• Violar ou infringir direitos de propriedade intelectual, direitos contratuais, direitos de privacidade ou publicidade, dentre outros;

• Propagar, distribuir ou transmitir códigos destrutivos e vírus, quer tenham ou não causado danos reais;

• Reunir dados pessoais ou comerciais, incluindo (mas não se limitando a) endereços de e-mail e/ou nomes de qualquer recurso da Internet, que sejam gerenciados por nós ou por terceiros, para fins comerciais, políticos, de benemerência ou outros, sem o consentimento dos proprietários desses dados;

• Reproduzir, replicar, copiar, alterar, modificar, criar obras derivativas a partir de, vender ou revender qualquer um dos serviços da ABFRN ou qualquer parte deles;

• Usar robôs, “spiders” ou qualquer outro dispositivo, automático ou manual, para monitorar ou copiar qualquer conteúdo da ABFRN;

• Acessar o site sem autorização, por meio de práticas de “hacking”, “password mining” ou qualquer outro meio fraudulento ou que represente violação a direito de terceiros;

• Ajudar qualquer terceiro a realizar qualquer uma das ações vedadas por estes Termos de Uso.

6. Direitos de Propriedade Intelectual e Direitos Personalíssimos

A ABFRN respeita os direitos de propriedade intelectual e personalíssimos de terceiros e requer que os Usuários façam o mesmo, como previsto em lei.

Ao enviar qualquer conteúdo ou informação para o site, incluindo textos, tais como comentários, fóruns de discussão, comunidades, enquetes, testes, seção de dúvidas, participação em concurso cultural, fotografias, ilustrações, vídeos, arquivos de áudio e outros materiais, o Usuário declara autorizar, de forma gratuita, não exclusiva, perpétua, global e livre de royalty, o uso do material pela ABFRN e suas empresas afiliadas e parceiras, por qualquer modalidade e suporte, para publicação, reprodução, transmissão, retransmissão, distribuição, comunicação ao público, edição, adaptação e outras transformações, tradução para qualquer idioma, inclusão em quaisquer outras obras, representação, execução, uso por radiodifusão e outros meios de comunicação, mediante o emprego de qualquer tecnologia, exposição, inclusão em base de dados e quaisquer outras modalidades de utilização existentes ou que venham a ser inventadas no futuro, em quaisquer suportes existentes ou que venham a ser inventados no futuro, autorizando também a criação de obras derivadas e o sublicenciamento do material para uso em outras plataformas de comunicação da ABFRN, sem limite de tempo e território.

Todos os direitos autorais patrimoniais sobre o material submetido pelo Usuário continua sendo de sua propriedade e seu nome será citado sempre que o material for utilizado pela ABFRN, conforme informado pelo Usuário, exceto se o espaço ou suporte físico em que for figurar não possibilitar essa citação. A ABFRN não está obrigada a utilizar os materiais enviados pelo Usuário e está autorizada a editar os comentários enviados pelo Usuário.

O Usuário reconhece e declara que em qualquer contribuição submetida para o site, o material correspondente é de sua exclusiva criação, não constituindo violação de direitos autorais, marcas, segredos, direitos de personalidade, incluindo honra, intimidade, vida privada e a imagem das pessoas, direitos patrimoniais e quaisquer outros direitos de terceiros e que possui poderes para autorizar o uso do material pela ABFRN conforme acima.

Desde que citada a fonte (inclusive o nome do autor, quando possível e aplicável) e dentro das condições e limites previstos em lei, notadamente a Lei de Direitos Autorais (Lei n.º 9.610/98), o Usuário não pode reproduzir, publicar, apresentar, alugar, oferecer ou expor qualquer cópia de qualquer conteúdo pertencente à ABFRN sem o consentimento da ABFRN ou, no caso de conteúdo de autoria de terceiros, sem o consentimento do autor ou autora.

O Usuário se compromete a cumprir todas as leis nacionais e internacionais referentes aos Direitos de Propriedade Intelectual.

07. Responsabilidades

A ABFRN não se responsabiliza por quaisquer danos sofridos pelo Usuário ou terceiros que, de qualquer modo, tenha origem ou dependência relacionada ao site.

A ABFRN se exime de quaisquer responsabilidades sobre prejuízos resultantes de qualquer interrupção ou erro no site da ABFRN, incluindo a impossibilidade de acessar o site e/ou os websites relacionados a ele.

08. Legislação Brasileira Aplicável

Estes Termos e Condições de Uso são escritos, governados e interpretados segundo as leis da República Federativa do Brasil e todas as disputas, ações e outros assuntos relacionados serão determinados de acordo única e exclusivamente com essa legislação.

Política de Privacidade

Ao acessar o website da ABFRN (doravante chamado apenas de site), o usuário automaticamente concorda com as práticas descritas abaixo:

1. Coleta de Informações Pessoais

Em caso de coleta de informações, como e-mail, imagens de terceiros, obras intelectuais e outras (que passarão a ser chamadas exclusivamente de informações) estes dados são de caráter confidencial e serão utilizados única e exclusivamente na comunicação entre o usuário e a ABFRN. Em hipótese alguma qualquer informação coletada será fornecida a terceiros, ou compartilhada com parceiros em geral.

2. Uso de Informações Pessoais

A ABFRN coleta e utiliza suas informações pessoais, para operar o site e realizar serviços solicitados pelos próprios usuários. Também usa suas informações de identificação pessoal para informá-lo de outros produtos ou serviços disponíveis. A ABFRN também pode contatá-lo através de enquetes, para conduzir pesquisas de opinião de serviços atuais ou outros que possam ser oferecidos.

A ABFRN se mantém informada dos acessos e visitas em seu site, a fim de determinar quais serviços são os mais populares. Estes dados poderão ser usados para satisfazer Usuários, cujo comportamento indique interesse por áreas específicas.

O site da ABFRN irá disponibilizar suas informações pessoais, sem aviso prévio, somente se forem requisitadas por lei ou se forem necessárias para: (a) estar em conformidade com mandados legais ou para obedecer a processos legais; (b) proteger e defender os direitos de propriedade da ABFRN; e (c) agir sob circunstâncias que exijam a proteção da segurança dos Usuários do site.

3. Alterações na Política de Privacidade

A ABFRN pode ocasionalmente atualizar esta Política de Privacidade, para refletir seus interesses e de seus Usuários. A ABFRN recomenda que você reveja este documento periodicamente, para estar sempre informado sobre como suas informações estão sendo utilizadas.

4. Informação para Contato

Seus comentários sobre esta Politica de Privacidade são sempre bem vindos. Em caso de dúvida, sugestão ou qualquer outro tipo de observação, favor entrar em contato com a ABFRN, através dos canais de comunicação descritos no site.

Práticas profissionais e de segurança recomendadas pela ABFRN:

Formulamos este documento para esclarecer dúvidas e orientar os profissionais que atuam neste segmento, sobre as práticas de segurança e o conforto dos bebês.

Ao se associar à ABFRN, os profissionais da fotografia assinam um termo no qual declaram conhecer, concordar e fomentar as recomendações contidas neste documento.

1. Nunca deixar o bebê sozinho, seja no pufe, em um cesto ou em qualquer outro lugar. O bebê deverá estar SEMPRE ao alcance das mãos de um adulto responsável por cuidar dele, seja o próprio fotógrafo, um assistente ou um dos pais. Apesar de ser bem pouco provável, é possível que em um reflexo, estique as pernas ou faça algum movimento inesperado que pode desequilibrá-lo ou colocá-lo em uma situação de risco. Por isso é importante a supervisão constante.

2. Verificar a segurança dos materiais e acessórios a serem utilizados. Recomendamos a utilização de materiais macios, confortáveis e que não apresentem risco de quebra. Jamais devem ser utilizados objetos de vidro ou louça, que podem representar um risco grande para a segurança do bebê. Nas poses em que o bebê ficará pendurado dentro de um tecido ou uma rede, é importante testar a integridade do suporte com um peso que seja no mínimo o dobro do peso do bebê, por pelo menos 10 minutos. Em situações como estas, é importante suspender o bebê em até 20 cm e fazê-lo sobre um pufe ou com as mãos de um adulto responsável por baixo.

3. Cuidado e atenção constantes com a higiene. Os recém-nascidos possuem o sistema imunológico frágil e por isso estão mais sujeitos às infecções. É imprescindível que você higienize suas mãos antes e durante a sessão com álcool em gel, além de manter o ambiente e todos os materiais que entrarão em contato com o bebê limpos. Caso ele use uma chupeta, mantenha um recipiente limpo para colocá-la quando não estiver em uso e esterilize-a a cada vez que cair no chão.

Observação importante: caso você ou alguma pessoa de sua família com quem você tenha contato próximo esteja doente ou com suspeita de alguma doença contagiosa, cancele ou transfira a sessão para outra data, evitando assim o risco de contaminação do bebê.

4. Alergias. Apesar de ser pouco provável que o bebê desenvolva alergias devido ao contato com mantas e cobertores durante a sessão, é importante que todos os materiais nos quais a criança será exposta sejam lavados com sabão neutro apropriado para o uso de recém-nascidos.

5. Cuidado e atenção para a circulação sanguínea. É comum que os recém-nascidos tenham a circulação sanguínea diminuída nas extremidades, mãos e pés, por isso mantenha-se atento para alterações na coloração dessas partes durante as poses, que podem comprometer ou dificultar ainda mais a circulação. Caso perceba que as mãos ou os pés estão ficando muito vermelhos ou arroxeados é necessário retirar o bebê da pose para a circulação voltar ao normal.

6. Poses elaboradas requerem montagens fotográficas. A cabeça de um recém-nascido é bastante pesada em relação ao corpo, podendo representar um terço do peso total. Esta informação é importante porque em todas as poses onde o bebê fique na vertical (ou com a cabeça apoiada sobre as mãos) é necessário que ele esteja seguro durante todo o tempo, jamais sendo deixado sozinho na pose. Nesses casos, você deverá fazer uma montagem fotográfica com duas ou mais imagens, na qual o bebê tenha sido apoiado em pontos diferentes.

Quando posicionado dentro de baldes ou cestos, especialmente aqueles que tenham a base menor do que a boca é necessário usar um contrapeso no fundo do mesmo, para evitar seu tombamento.

7. Atenção para os reflexos primitivos. Os recém-nascidos são dotados de alguns reflexos específicos para garantir sua sobrevivência fora do útero, que devem ser conhecidos e observados para evitar situações perigosas. O reflexo de busca, por exemplo, se dá quando encostamo-nos à bochecha e o bebê vira o rosto para procurar o seio materno. Se estiver em sono leve ou ligeiramente faminto, poderá fazer isso durante a pose e ocasionar um movimento brusco, como rolar para frente no pufe. Neste caso, o ideal é deixar que ele mame antes de continuar com a sessão.

Outra reação que deve ser estudada é o reflexo de Moro, quando as pernas e os braços esticam e o fecham rapidamente. Isto geralmente acontece quando os pequenos ouvem um barulho forte ou com uma mudança brusca de posição. Além de gerar choro e irritação, este reflexo pode ser perigoso nas poses em móveis, então evite ambientes barulhentos.

É importante também prestar atenção ao reflexo de encurvamento do tronco, conhecido por reflexo de Galant: quando a criança está de bruços e é tocada nas costas (ao longo da espinha ou nas laterais acima dos rins) ela flexiona o tronco para o lado tocado, causando o desequilíbrio da mesma. Nesta situação, é importante ressaltar que os pais não toquem ou acariciem as costas do bebê.

8. Atenção às limitações pessoais de cada bebê. Cada bebê tem seus próprios limites corporais e podem não se adaptar a determinadas posições. Se você perceber que o bebê está resistindo a uma posição, ou se ele começar a chorar e resmungar sempre que colocado naquela pose, mude a posição e fotografe-o em outras poses. Isto é importante para garantir o conforto e evitar o risco de machucá-lo ao forçar determinada posição.

Bebês que sofrem de refluxo (comum entre recém-nascidos) podem ter maior dificuldade para ficar de bruços ou nas posições com o corpo dobrado sobre o abdômen. Orientamos que busquem posições mais naturais e confortáveis.

9. Atenção à temperatura e umidade relativa do ar. Antes de despir o recém-nascido, é importante verificar que o ambiente esteja na temperatura ideal, entre 26 e 30 graus Celsius. O conforto térmico da criança irá variar de acordo com seu metabolismo, entretanto, é preciso estar atento aos sinais de frio e calor para regular a temperatura de acordo com a necessidade de cada um. A umidade relativa do ar deve ficar entre 50 e 60%, pois em ambientes muito secos e quentes, você pode não perceber o suor do bebê, que evaporará rapidamente, levando-o a um quadro de desidratação. A mãe do bebê também deverá amamentá-lo nos horários rotineiros ou a cada 2 horas, para garantir que não haja desidratação.

10. Fotógrafo não é médico. JAMAIS sugira a utilização de nenhum remédio, seja para cólica ou para acalmar o bebê, nem forneça nenhum medicamento. Os pais devem se aconselhar com seu pediatra de confiança e seguir somente suas instruções, visando exclusivamente o bem-estar e a saúde do bebê.

11. Verificar o estado geral de saúde do bebê. O fotógrafo precisa se informar previamente com os pais sobre o estado geral de saúde do bebê, problemas congênitos, má formação ou qualquer outro problema que possa interferir nas poses. Caso haja alguma condição pré-existente, é recomendável solicitar aos pais um atestado formal assinado pelo pediatra liberando o bebê para a sessão fotográfica. É sempre melhor pecar pelo excesso de zelo, pois algumas vezes a ansiedade dos pais em obter fotos lindas pode ofuscar a preocupação com a segurança, portanto é dever do fotógrafo alertar os pais sobre os riscos.

12. Nas seções no estilo “Lifestyle”, mesmo que não haja a manipulação do bebê para colocá-lo em poses elaboradas e ele fique todo o tempo nos braços dos pais, é de responsabilidade do fotógrafo garantir e zelar pela segurança do bebê durante todo o período do ensaio. É importante que ele conheça todas as recomendações listadas acima para que possa orientar os pais durante as fotos e impedir que qualquer coisa arriscada seja inadvertidamente feita com o bebê, pelos pais, babá, avós ou quem quer que esteja com ele nos braços.